Translate

sexta-feira, 1 de junho de 2018

MULHER ENCONTRADA MORTA EM GARANHUNS FOI ASSASSINADA PELO VIZINHO


Logo após a localização do corpo da jovem MARIA JAQUELINE DA SILVA, 19 anos, que residia no Bairro José Maria Dourado - Garanhuns, ter sido encontrado em um matagal no Bairro onde morava, na manhã de hoje (01.06.18), o delegado Caio Morais e a equipe da 22° Delegacia de Homicídios de Garanhuns, deram início às investigações e algumas horas depois, os policiais conseguiram chegar ao autor do homicídio.
O principal suspeito, é  um vizinho da vítima MARCELO JOSÉ BEZERRA, 28 anos,  que ao ser preso confessou o crime, Marcelo disse em depoimento que há cerca de 5 meses vinha mantendo um relacionamento amoroso com Maria Jaqueline e que durante um encontro com a mesma, os dois tiveram uma violenta discussão, onde a jovem ameaçou contar para a esposa dele, sobre o relacionamento dos dois, que ao se sentir ameaçado, ele acabou empurrando Maria Jaqueline, a qual perdeu o equilíbrio e caiu de uma altura de aproximadamente 5 metros.

O suspeito relatou que em seguida, desceu até o local onde Maria Jaqueline estava e ao perceber que ela estava desacordada, colocou-a nas costas e levou até o local onde o corpo foi encontrado, na manhã de hoje. Uma vez dentro da mata, ele usou alguns cipós para asfixiar a jovem, em seguida amarrou cipós nos pés  e no pescoço, deixando o corpo suspenso em um galho de árvore.
O assassino confesso disse ainda, que após cometer a atrocidade, se dirigiu até a construção onde estava trabalhando como pedreiro, a fim de ter um álibi e que na manhã do dia seguinte, passou a ajudar nas buscas que estavam sendo feitas por familiares e vizinhos, com o objetivo de localizar a jovem.
O assassino além de deixar o corpo da vítima suspenso em uma árvore amarrado pelos pés e pescoço, ainda tirou as suas vestes, deixando-a apenas com um sutiã.
O corpo foi encaminhado ao IML.
O delegado Caio Martins, pediu a prisão preventiva do assassino confesso, o qual após os procedimentos legais será recolhido ao Sistema prisional do estado, onde ficará a disposição da justiça.






Nenhum comentário:

Postar um comentário