Translate

domingo, 11 de fevereiro de 2018

AGRICULTOR ASSASSINADO EM VIA PÚBLICA NO DISTRITO DE POÇO COMPRIDO ZONA RURAL DE CORRENTES


No final da tarde de ontem ( 10.02.18)), o efetivo da Polícia Militar de Correntes foi acionado por populares para verificar um homicídio que teria ocorrido no Distrito de Poço Comprido, Zona Rural do município, durante a realização das festividades carnavalescas.
Chegando ao local o fato foi confirmado. Segundo informações de testemunhas, a vítima o agricultor JOSÉ GALDINO GOMES NETO,(Zé Neto), 50 anos, que residia no Sitio Jacaré, Zona Rural do município,   estava sentado em uma calçada na Rua João Pinheiro de Araújo, Distrito de Poço Comprido, quando um indivíduo conhecido por “Vaqueiro” passou montado em um cavalo e armado com uma espingarda e efetuou um disparo contra Zé Neto, alvejando-o  na região da cabeça, o qual foi a óbito no local.


O assassino tomou destino ignorado em seguida.
A Polícia Militar fez o isolamento do local e acionou a Policia Civil.
Uma equipe da Divisão Especial de Apuração de Homicídios compareceu e após realizar o levantamento cadavérico encaminhou o corpo ao IML de Caruaru.


Tão logo realizados os procedimentos, a equipe sob o comando do Delegado Regional Dr. Luiz Bernardo deram inicio as diligências, que resultaram na localização e prisão do assassino, JOSÉ ADEMILTON FERREIRA, (Vaqueiro),  37 anos, que é natural de Alagoas, mas trabalha e reside em uma fazenda na localidade, foi localizado e preso na estrada de acesso ao Povoado Olho D’agua de Gois – Correntes, o mesmo estava em um Fiat Pálio de cor vermelha  que estava sendo conduzido por FERNANDO FERREIRA DE LIMA, o qual dava fuga ao assassino.  No veiculo também encontravam-se a mulher de Fernando, a qual estava com uma criança pequena.



Ao ser localizado dentro do carro com a arma utilizada na pratica do homicídio, uma espingarda calibre 20.
Ao receber voz de prisão o motorista disse aos policiais que havia sido rendido pelo assassino, no entanto populares informaram que os envolvidos eram comparsas e que sempre eram vistos em companhia um do outro da localidade.
Sobre a motivação do crime, José Ademilton (Vaqueiro), disse que já há algum tempo vinha tendo desentendimentos com a vitima e que por isso resolveu tirar-lhe a vida.
Os envolvidos foram conduzidos à 18ª DESEC, autuados em flagrante e encaminhados para audiência de custódia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário