Translate

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

PROJETOS INOVADORES DE ESTUDANTES DO AGRESTE MERIDIONAL FORAM EXPOSTOS DURANTE A 23ª CIÊNCIA JOVEM



Estudantes de duas escolas estaduais do Agreste Meridional tiveram suas ideias inovadoras expostas na 23ª Ciência Jovem, em Recife, entre os dias 09 e 11 de novembro. O evento foi organizado pelo Espaço Ciência, vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnoloia e Inovação do Governo do Estado, que contempla projetos realizados por estudantes de escolas públicas e privadas.

IVISON JONATHA TEIXEIRA DE CARVALHO e TAMIRES GOMES CAVALCANTE, da Escola Senador Aderbal Jurema (Garanhuns), levaram para a feira o aquecedor solar que desenvolveram na escola, como forma de buscar uma fonte de energia sustentável. O produto final foi fruto do Trabalho de Conclusão do Fundamental (TCF), uma política da Secretaria de Educação de Pernambuco para incentivar a iniciação científica no Ensino Fundamental.



Outra ideia que ganhou espaço na edição do “Ciência Jovem” deste ano veio da EREM Professora Ismênia Lemos Wanderley, de Brejão. JOSÉ ALCIDES MACENA e VICTOR BARROS, sob a orientação da professora Aline Santana, compartilharam a experiência de produzir sabão ecológico a partir do óleo usado no preparo das refeições da escola. E o resultado é convertido para a própria comunidade escolar: a produção é destinada para o uso na lavagem de utensílios na escola e nas residências dos próprios estudantes. O trabalho ainda envolve a fabricação de perfumes e sabonetes artesanais, o que vem incentivando o interesse pelas aulas de Química na escola.

270 projetos foram expostos na 23ª Ciência Jovem. Participaram trabalhos de todos os estados do Brasil, além de representantes do México, Paraguai, Chile e Colômbia. A organização estimou a visita de cerca de 10 mil pessoas entre os dias de exposição.


Imagens: Arquivo das Escolas

Nenhum comentário:

Postar um comentário