Translate

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

EM SALOÁ: SOB O COMANDO DO DELEGADO DR. ALYSSON CÂMARA, POLICIAIS CIVIS PRENDERAM SUSPEITOS POR ROUBOS E ASSALTOS E APREENDERAM MAIS DE 30 MIL REAIS EM PRODUTOS ROUBADOS


Ontem (20.09.17), após alguns meses de intenso trabalho investigativo, policiais  da Delegacia de Saloá, comandados pelo Delegado Alysson Câmara, com o apoio da equipe da Delegacia de Paranatama, deflagraram operação policial objetivando prender os suspeitos de terem adquirido ilegalmente vários produtos de crimes de furto/roubos praticados contra estabelecimentos comerciais, populares e instituição de ensino estadual localizada em Saloá, oportunidade na qual foram presas as pessoas de: JULIO CÉSAR LEITE DA SILVA(36 anos, funcionário público), EDVALDO FERREIRA DA SILVA FILHO (19 anos, desocupado), WELLISSON SILVA CABRAL, v. “XAROPINHO” (20 anos, desocupado), NORMANDA PATRICIA CAVALCANTE SOUZA, (46 anos, professora), e o adolescente L.C.L.F. (16 anos, desocupado) todos residentes em Saloá-PE.

Em poder do grupo criminoso foram apreendidos diversos tablets, notebooks, data-show, caixa amplificada e gêneros alimentícios, subtraídos da Escola de Referencia do Ensino Fundamental e Médio Monsenhor João Marques (EREM), localizada no Loteamento José Alves Bezerra (COHAB), nesta cidade de Saloá-PE.

Na oportunidade, também foram apreendidos diversos aparelhos celulares, câmeras digitais, aparelho de dvd, notebooks, receptor de antena parabólica, chaves e documentos de carros, todos provavelmente roubados, além de inúmeras peças, placas e motos roubadas que se encontravam em um desmanche localizado na residência do investigado WELLISSON SILVA CABRAL, v. “XAROPINHO”, na Travessa Santa Quitéria, n. 31, centro de Saloá-PE, totalizando mais de R$ 30 mil reais em produtos recuperados.
O grupo foi autuado em flagrante pelo crime de RECEPTAÇÃO DOLOSA, mas há fortes indícios de que o trio, EDVALDO FERREIRA DA SILVA FILHO - “VALDINHO”, WELLISSON SILVA CABRAL - “XAROPINHO”, e o adolescente L.C.L.F, juntamente com outros comparsas sejam responsáveis pelos sucessivos crimes de furto/roubos que vem acontecendo nesta cidade, paralelamente à outro grupo desbaratado pela equipe do Dr. Alysson Câmara recentemente.
Após os procedimentos legais e de praxe, uma vez tratando-se de crime afiançável, a Autoridade Policial arbitrou fiança em favor do grupo no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) cada, os quais pagaram a referida quantia e responderão ao processo em liberdade, ficando à disposição da Justiça da Comarca de Saloá.As investigações prosseguem no sentido de colher maiores indícios contra o grupo criminosos a fim de esclarecer seu envolvimento nos crimes contra o patrimônio praticados nesta cidade, razão pela qual o Delegado e equipe pede que as possíveis vítimas compareçam à Delegacia de Saloá a fim de reconhecerem seus objetos e reavê-los.

Nenhum comentário:

Postar um comentário