A Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Garanhuns, Carla Patricia Gomes, do PTB, vai suspender as atividades parlamentares do vereador Marinho da Estiva, do PHS, envolvido, nos desdobramentos da Operação sem Fronteiras.
Atendendo a um mandado de prisão preventivo, Mário dos Santos Campos Júnior, o popular Marinho da Estiva, foi preso e em seguida conduzido por Policiais até a Delegacia Seccional de Garanhuns na manhã de hoje, dia 10. Marinho foi preso no plenário da Câmara, quando se dirigia a um dos acessos de saída.
De acordo com delegado Guilherme Lusten, da Delegacia de Roubo de Cargas de Pernambuco, o Parlamentar teria se aproveitado da influência do cargo para supostamente facilitar os crimes. “O Vereador, a princípio, acondicionava, guardava em depósitos as cargas roubadas e também utilizada da sua influência para fazer a distribuição, para fazer a venda delas”, registrou o Delegado, em entrevista no ABTV 2ª Edição.
“Em face de determinação do Regimento Interno, o Vereador terá o seu mandato suspenso das suas atividades parlamentares. O teor da suspensão, bem como outros atos administrativos serão informados assim que o departamento Jurídico deste Poder tenha acesso aos autos do processo autorizado pelo poder Judiciário do Estado de Alagoas”, registrou a Presidente da Câmara de Garanhuns, em nota distribuída a Imprensa.
OPERAÇÃO – A Operação sem Fronteiras foi deflagrada contra suspeitos de assalto a bancos, roubo de carga e tráfico de drogas.
 A ação que resultou na prisão preventiva de 13 acusados, foi realizada pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), em parceria com a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), da Polícia Civil de Alagoas e contou com a participação das Polícias Civil e Militar de Pernambuco.

Confira, abaixo, a Nota Oficial enviada pela Câmara  Municipal de vereadores de Garanhuns

A Presidente da Câmara Municipal de vereadores de Garanhuns, Carla Patrícia Gomes, tendo em vista notícias tornadas públicas na Manhã desta quarta-feira, dia 10 de maio, na Casa Raimundo de Moraes, em relação ao envolvimento de parlamentar integrante deste poder, preso por mandado de prisão preventivo expedido pela Justiça de Alagoas, lamenta profundamente os atos que ocorreram no plenário do Poder Legislativo.  
Outros sim, informa a toda sociedade que, em face de determinação do Regimento Interno, o vereador terá o seu mandato suspenso das suas atividades parlamentares. O teor da suspensão, bem como outros atos administrativos serão informados assim que o departamento Jurídico deste Poder tenha acesso aos autos do processo autorizado pelo poder Judiciário do estado de Alagoas.

 LUIZ LEITE DEVE ASSUMIR O MANDATO
 – De acordo com informações colhidas no decorrer do dia de ontem, para o caso de se configurar a suspensão das atividades parlamentares do Vereador Marinho da Estiva; quem assumiria o lugar dele, seria Luiz Leite, que ano passado disputou as eleições também pelo partido de Marinho, o PHS. Luiz obteve em outubro, 1.376 votos; algo que o o colocou na condição de primeiro suplente da coligação de Marinho, a “União para Vencer”, formada entre os partidos PHS e PCdoB

Por: http://www.blogdogidisantos.com.br/