Translate

quinta-feira, 27 de abril de 2017

EQUIPE DA 22ª DELEGACIA DE HOMICÍDIOS DE GARANHUNS, LOCALIZA E PRENDE EM LAJEDO ELEMENTO SUSPEITO DE TER ASSASSINADO MULHER EM GARANHUNS


A equipe da 22ª Delegacia de Homicídios de Garanhuns, ontem (26.04.17), deslocou-se até a cidade de Lajedo, onde  localizou e prendeu na Favela dos Coqueiros o elemento RODRIGO DOS SANTOS, 20 anos, o mesmo é suspeito de em companhia de um comparsa que ainda encontra-se  foragido de ter assassinado  com vários disparos  de arma de fogo na tarde do último domingo (23.04), na Rua Capitão Tomaz Maia – Bairro Magano em Garanhuns, ERINEIDE DA SILVA PEREIRA, (Leda), 38 anos, que residia na localidade.
De acordo com as informações repassadas pelo delegado Dr. João Lins, titular da Delegacia de Homicídios, logo após o inicio das investigações a equipe tomou conhecimento que a morte da vitima,  havia sido motivada possivelmente por vingança, a mando de uma mulher identificada como WANESSA GUEDES, 27 anos, que reside em um beco na Rua Mauro de Souza Lima Filho (Batalha do Tuiuti) – Heliópolis – Garanhuns, devido ao fato do filho de Erineide (Leda), de nome EWERTON, ter assassinado o irmão de Wanessa , JOSÉ CICERO GUEDES, (GORDO), 34 anos, ocorrido na sexta feira santa (14.04). 


Segundo testemunhas ao ver o irmão morto, Wanessa, teria jurado vingança e posteriormente encomendado a morte de Erineide.  
Os policiais  foram á casa de Wanessa na tentativa de localizá-la, porém a mesma não foi encontrada. A  policia ede ajuda da população para conseguir saber o seu paradeiro. Informações que possam levar ao paradeiro de Wanessa Guedes, devem ser  repassadas através do WhatsApp  (87) 9-8112 2559, as informações serão mantidas em sigilo.
O suspeito Rodrigo dos Santos, negou ter cometido o homicídio, mas as provas colhidas pela equipe de investigação mostram a participação ativa do acusado no crime, o que levou a justiça a expedir Mandado de Prisão em desfavor do mesmo. O suspeito após ser ouvido e qualificado foi  recolhido ao Sistema Prisional, onde permanece a disposição da justiça. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário