Translate

domingo, 26 de março de 2017

PRESOS PELA POLICIA CIVIL, ELEMENTOS QUE PRATICARAM UM TRIPLO HOMICIDIO E UMA TENTATIVA EM CARUARU




Em Caruaru na tarde de ontem (25.03.17),  a  Polícia Civil de Pernambuco, realizou uma coletiva de imprensa, onde informou as prisões de 03 elementos que invadiram uma residência e  praticaram um triplo homicídio e uma tentativa  na Zona Rural de Caruaru, estando a 4ª vitima internada no Hospital da Restauração em Recife.  
A policia prendeu 02 acusados e um infrator de 17 anos.
Na coletiva estiveram presentes o chefe da Polícia Civil do Estado, Dr. Joselito Kherle,  a delegada seccional, Dra. Polyanne Farias,  o delegado chefe da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste Dr. Bruno Vital e os delegados que estão investigando o caso, Dr. Luiz Bernardo, que preside o inquérito e o Dr. Francisco Souto Maior, que é o chefe da 19ª Delegacia de Homicídios.



Foram presos os elementos RAFAEL SEBASTIÃO DA SILVA, 19 anos e JOÃO ANDERSON GOMES DA SILVA PEREIRA, 23 anos e apreendido um adolescente de 17 anos, os 03 confessaram terem cometido o crime, abandonado  e queimado as motos das vitimas no Sítio Serra dos Cavalos – Caruaru, na tentativa de se livrarem das acusações.
De acordo com a policia o acusado Rafael foi localizado e preso em Panelas,  João Anderson,  foi preso em Ribeirão e o adolescente  apreendido em Caruaru.
Os acusados Rafael e Anderson, quando foram presos já estavam com Mandados de Prisão Temporária expedidos pela justiça em desfavor dos mesmos.
Após  realizarem   exames traumatológicos no IML local  e foram recolhidos à Penitenciária Juiz Plácido de Souza.
O adolescente será apresentado na Promotoria do Ministério Público que decidirá se o mesmo será encaminhado à Funase.
Detalhes na investigação não foram divulgados, no entanto testemunhas relataram que o acusado Rafael, era vizinho das vitima.
Na ação o João, usando um capuz, entrou na casa pela janela,  anunciou o assalto e abriu a porta dos fundos para os dois comparsas entraram no imóvel, os quais estavam usando capacetes,  a Dona Joselma, conseguiu  puxar o capuz e  reconheceu João, que encontrava-se com uma arma em punho e decidiu que as vítimas tinham que morrer.


Houve reação, principalmente por parte de mãe e filha, que chegaram a tirar a arma de fogo, a qual acabou sendo recuperada pelo meliante, o qual  conseguiu recarregar a arma e efetuar os disparos, em seguida o assassinos fugiram levando as 02 motos da família.
Como eram conhecidos da família, os envolvidos tinham conhecimento de que o senhor Geraldo havia vendido alguns animais, estão além das motos os mesmos também pretendiam subtrair  o dinheiro da venda dos animais.

Familiares e vizinhos revoltados, disseram que os assassinos chegaram a participar do velório, pois como todos residem próximo ao local do fato, são conhecidos por toda a comunidade.

Um comentário:

  1. Se existisse justiça no Brasil era para esses bandidos ficarem presos cada um 30 anos por cada vítima sem direitos a nada e se quiser se alimentar tinha que trabalhar

    ResponderExcluir